O que é cross-docking?

Como em todos os setores, o ramo da logística está sempre evoluindo e buscando alternativas para otimizar o fluxo de mercadorias das empresas, com alternativas inteligentes, que reduzam o custo e satisfaçam os clientes.

Nesse sentido o cross-docking apareceu, visando diminuir os investimentos em armazenagem e trabalhar com um estoque mínimo, indo de encontro à filosofia just in time, que determina que nada deve ser produzido, transportado ou comprado antes da hora certa.

O que é cross-docking?

O cross-docking é uma operação alternativa à distribuição de produtos, onde as mercadorias literalmente cruzam as docas e não ficam armazenadas. Basicamente, o cliente faz um pedido, o pedido é transportado para um centro de distribuição ou armazém, onde é separado e remanejado para outro veículo, que fará a entrega para o seu destino final.

A ideia do cross-docking é concentrar os pedidos de uma empresa em um local só, podendo ser de diversos fornecedores ou não, e trabalhar com carretas FLT (full truck load ou caminhão cheio/completo), sem a necessidade de estoque. O pedido chega no CD, é separado e transferido da área de recebimento para a área de expedição e, muitas vezes, carregado em veículos menores para entrega final, no chamado last mile.

Qual a diferença entre cross-docking e armazenagem?

A diferença entre cross-docking e armazenagem está em não precisar imobilizar os produtos em estoque. No cross-docking há um fluxo contínuo de expedição e na armazenagem há formação de estoque.

Qual o tempo máximo de permanência da mercadoria para se considerar uma operação de cross-docking?

O tempo máximo de permanência de uma mercadoria em um centro de distribuição ou armazém para se considerar uma operação de cross-docking é de 24 horas. Entretanto, há operadores logísticos no mercado que estendem esse prazo para até 3 dias, sem cobrar taxas de armazenagem.

Tipos de cross-docking.

O cross-docking pode ser subdividido pelo tipo de movimentação das mercadorias e é feito de três formas. São elas:

  • Movimentação contínua: a mercadoria flui diretamente do ponto de recepção ao local de despacho, o mais rápido possível. É o modelo tradicional de cross-docking;
  • Movimentação consolidada ou híbrida: as mercadorias recebidas são separadas e parte delas são despachadas imediatamente, enquanto outras podem ir para estoque, esperando formar outro pedido completo;
  • Movimento de distribuição: os pedidos recebidos são separados, reorganizados entre si e distribuídos em cargas completas para serem enviados aos clientes.

E as formas:

  • Feito à palete completa: é a mais eficiente, pois não sobrecarrega nenhuma parte da cadeia;
  • Feito à palete mista: o serviço de picking é feito pelo distribuidor ou cliente, sobrecarregando essa parte da cadeia;
  • Feito à palete pré-sortida: sobrecarrega o produtor ou fornecedor, pois tem que enviar os paletes (ou caixas) para o centro de distribuição já pré-sortidos, segundo a necessidade de cada cliente.

Ainda não sabe o que é um palete? Entenda a sua importância no sistema de armazenagem.

Vantagens e desvantagens do cross-docking

Como em todos os processos, há vantagens e desvantagens na aplicação do cross-docking. Vamos a elas.

Vantagens:

  • Redução de custos: há redução nos custos de armazenagem, seguros, avarias, excesso de estoque e de distribuição, já que os caminhões devem sair cheios/completos (FLT);
  • Redução do risco de perdas e avarias pelo manuseio e o tempo parado em estoque;
  • Redução do tempo de entrega, já que o centro de distribuição tem a função de separar e enviar o seu pedido o mais rápido possível para o comprador;
  • Redução de área física do centro de distribuição, com consequente redução da área de armazenagem;
  • Os produtos de diversos fornecedores podem ser entregues em um único caminhão;
  • Aumento do turnover no centro de distribuição, com entregas mais frequentes e em pedidos menores;
  • Melhora na ocupação dos veículos de carga;
  • Suporte a estratégias just in time: não há falta de estoque, na medida em que o fornecedor envia os pedidos somente sob demanda.

Desvantagens:

  • Complexidade do processo: exige experiência do fornecedor na operação cross-docking e implementação de uma plataforma de gestão sólida que permita a integração e sincronia dos processos, para evitar falhas na comunicação e não haver atrasos na entrega;
  • Requer sincronização dos fornecedores com a demanda;
  • Necessidade constante da avaliação no fluxo de informações e capacitação dos funcionários para evitar falhas na cadeia, o que também pode gerar atrasos na entrega ou formação de estoque não previsto;
  • Custo de implementação e treinamento para que todos na cadeia estejam sincronizados com as mesmas informações;
  • Resistência dos fornecedores quanto à eficiência da operação e aos custos para sua implementação.

Conclusão

A principal função do cross-docking é eliminar os custos de estoque e armazenagem e tornar mais ágil a entrega ao cliente. 

Como o cross-docking é uma operação complexa, que exige uma profunda integração entre empresa, diversos fornecedores/produtores, embarcadores e um centro de distribuição ou operador logístico, é importante que seja implementado um sistema sólido e efetivo para que suas vantagens sejam percebidas. 

Fluxo de informação, boa gestão, trabalho em equipe e o uso da tecnologia (como softwares ERP, TMS, ECR, etc) são primordiais para que tudo dê certo em uma operação de cross-docking.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então escreva para a gente.

2 comentários em “O que é cross-docking?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.