Curva ABC: como fazer e qual a sua importância para a gestão de estoque

A gestão de estoque pode ser um fator de sucesso ou de dor de cabeça para qualquer empresário. Dinheiro investido, capital imobilizado, infraestrutura de armazenagem, equipe de operação logística, prazos, satisfação do cliente, tudo isso gira em torno de um eficaz controle do fluxo de mercadorias.

Dentre os muitos métodos existentes para analisar e executar uma gestão de estoque mais eficiente, se destaca a curva ABC.

Mas você sabe qual o seu conceito, como fazer e qual é a sua importância para o controle do estoque? A seguir contaremos mais para você.

O que é a Curva ABC?

A curva ABC é uma ferramenta de gestão que busca classificar todos os produtos vendidos por uma empresa de acordo com o seu grau de importância, seja pelo seu valor de aquisição ou pelo que representa no faturamento

Também conhecida como Diagrama de Pareto, Análise de Pareto, ou Regra 80/20, é baseada em uma teoria de distribuição de renda do século passado, do economista italiano Vilfredo Pareto, que constatou que 80% das riquezas da Itália estavam concentradas em 20% da população. Na administração, quem constatou a aplicabilidade dessa teoria foi Joseph Juran. Ele encontrou um padrão semelhante analisando a qualidade dos produtos e constatou que 80% dos efeitos advinham de 20% das causas.

A partir daí, a curva ABC começou a ser amplamente utilizada para a análise de produtos, estoque, vendas e até para categorizar e gerir outros setores.

Divisão de importância da Curva ABC.

A curva ABC é dividida em 3 regiões:

A – Engloba os itens que possuem alto valor de consumo ou demanda, na proporção de 20% dos produtos, que representam 80% do valor

B – Engloba os itens que possuem valor intermediário de consumo ou demanda, na proporção de 30% dos produtos, que representam 15% do valor

C – Engloba os itens que possuem baixo valor de consumo ou demanda, na proporção de 50% dos produtos, que representam 5% do valor.   

Vale ressaltar que a curva ABC deve refletir o impacto de cada item sobre os custos e a rentabilidade de uma empresa. Por isso, os valores não são fixos e podem variar dependendo de cada negócio, embora sirvam como um parâmetro frequentemente aplicado.

Como fazer a curva ABC?

De maneira simplificada, podemos começar usando uma planilha de Excel

Para a categorização dos itens, você irá trabalhar com os números de um determinado período. Essa definição pode ser feita de acordo com o que for melhor para o seu negócio. Pode ser o último mês, trimestre, semestre, ano. Fica a sua escolha.

Na primeira coluna, você deve listar todos os produtos existentes no seu mix.

Nas colunas seguintes, você vai listar a quantidade vendida de cada item, seu valor unitário e o valor total vendido – que é a multiplicação da quantidade vendida pelo valor unitário do produto.

A última coluna será relativa a porcentagem que cada item representa no seu mix, que será calculada dividindo o valor total de vendas pelo valor total vendido por produto.

Ela ficará mais ou menos assim:

O passo seguinte será calcular as porcentagens acumuladas de cada item. Para isso, você terá que classificar a sua tabela de acordo com o valor das porcentagens, do maior para o menor. Feito isso, você irá repetir o primeiro valor de porcentagem, que será o maior, para daí começar a somar a porcentagem acumulada anterior com o valor seguinte. O valor da porcentagem acumulada será, então, a porcentagem acumulada anterior somada à porcentagem individual de cada item. Exemplo da tabela: porcentagem do X1 + X13 = porcentagem acumulada de X13; porcentagem acumulada do X13 + porcentagem do X2  = porcentagem acumulada do X2…).

Concluído esse passo, você terá que estabelecer um valor de corte para definir os produtos que pertencem à categoria A, B e C. No exemplo apresentado aqui, trabalhamos com os números descritos acima: 80% das vendas para A, 15% das vendas para B e 5% das vendas para C. Sempre lembrando que esses números não precisam ser fixos, nem redondos e podem variar de acordo com cada organização.

A tabela com a categorização dos itens de acordo com a lógica da curva ABC ficará mais ou menos assim:

O que fazer com a análise da curva ABC?

A visão que a análise da curva ABC traz permite que a empresa gerencie melhor diversos setores, tome decisões mais assertivas e otimize suas operações.

Em relação ao estoque, a curva ABC permite que você programe melhor as suas compras, reconheça os produtos críticos para a sua empresa, defina quais itens precisam de um estoque de segurança, quais são menos importantes e até quais podem ser excluídos ou substituídos no seu mix.

Definindo os produtos da categoria A, você poderá dar uma atenção especial a eles, já que correspondem a 80% do seu faturamento. Como esses itens não podem faltar, a sua empresa pode procurar mais de um fornecedor para comprá-los e não sofrer com a instabilidade de um fabricante único, estudar melhor a sua curva de demanda e negociar compras maiores para formação de um estoque de segurança.

Além disso, encontrando os itens mais importantes para o seu negócio, a organização pode redefinir o seu mix de produtos e oferecer mercadorias da mesma categoria, que os complementem, aumentando assim as suas vendas.

A análise da curva ABC evita que você faça previsões erradas e encha o seu estoque com produtos de baixo giro ou valor agregado e deixe faltar o que é mais representativo em suas vendas.

Outro benefício que a análise da curva ABC traz é a otimização de tempo e recursos na operação logística. Identificando os produtos com maior e menor giro, o armazém pode ser organizado de acordo com a demanda. Os produtos que tem maior saída podem ficar mais próximos da área de carga e descarga e ao melhor alcance dos funcionários, reduzindo tempo de picking e movimentação de carga. Esse processo melhora o desempenho da operação logística como um todo, evitando desperdício de tempo e, consequentemente, de dinheiro.

Quais ferramentas posso utilizar para fazer a curva ABC?

A curva ABC pode ser feita com maior profissionalismo e exatidão em diversos softwares de gestão existentes no mercado. Um exemplo são os softwares ERP (Enterprise Resource Planning), que reúnem todos os dados da empresa em um único sistema e geram relatórios em curva ABC automaticamente.

Caso a sua empresa ainda não trabalhe com um software de gestão, outra maneira eficaz de fazer o controle é utilizando o Excel, como no exemplo mostrado acima. Por ser um método manual, ele irá gerar mais trabalho, porém as consequências do seu controle e análise serão muito mais benéficas do que o tempo dispendido para fazê-lo.

A importância da curva ABC para a gestão empresarial.

A curva ABC se tornou uma análise tão importante e efetiva para a gestão empresarial que ela vem sendo aplicada a diversos outros setores, não se limitando apenas à administração de estoque. Ela pode ser utilizada para avaliar o desempenho das vendas, para implementar melhorias nos processos, para o desenvolvimento de novos produtos e sua análise de qualidade, para a classificação de clientes, entre outros.

Os dados gerados pela análise da curva ABC aplicada a diferentes setores podem, inclusive, serem cruzados, a fim de fazer uma comparação de desempenho entre as áreas e gerar insights para o aprimoramento das operações.

A curva ABC também pode ser usada por empresas prestadoras de serviço e a análise é bem semelhante à apresentada anteriormente.

Independente de sua aplicação, a curva ABC se mostrou, desde o século passado, uma efetiva ferramenta de gestão, cuja principal finalidade é classificar o desempenho de elementos de um setor entre os melhores, os intermediários e os com menor rendimento, para, a partir daí, tomar atitudes em relação à essa análise.

Gostou do texto? Então leia outros artigos sobre gestão de estoque no blog da Stokki.

2 comentários em “Curva ABC: como fazer e qual a sua importância para a gestão de estoque

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.